Subcribe And Share :

Twitter icon facebook icon Digg icon Technorati icon facebook icon Delicious icon More share social bookmark service

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Licença para produzir com personagens famosos

Fabricar artigos com imagens de personagens famosos, times de futebol ou celebridades é alternativa para aumentar as vendas.

Betty Boop vai à praia e se espalha na areia ao lado do Piu Piu; o Capitão Nascimento, do filme Tropa de Elite, chega à escola e encontra o Homem Aranha. Estes são alguns dos inúmeros personagens que estampam produtos como cangas, mochilas, materiais escolares, bolsas, entre outros tantos fabricados sob licença. Trata-se de um mercado que cresce acima da média e que atrai a cada dia novas empresas dispostas a usar uma marca ou personagem conhecido para alavancar as vendas e conseguir maior apelo junto ao público. Segundo dados da Associação Brasileira de Licenciamento (Abral), existem no Brasil cerca de 800 empresas licenciadas que utilizam mais de 400 marcas e personagens. Juntas, elas movimentaram cerca de R$ 3 bilhões em 2007.

Com um crescimento entre 8% e 10% ao ano e formado basicamente por pequenos fabricantes, segundo Sebastião Bonfá, presidente da Abral, o mercado de licenciamento trabalha com as próprias regras. A licença de uso de uma marca ou personagem só é concedida a uma empresa caso ainda não haja ninguém fazendo algo idêntico ao que ela se propõe a produzir. Isso ajuda a garantir as vendas sem baixar a lucratividade [...]

demo template blog and download free blogger template feature like magazine style, ads ready and seo friendly template blog
DheTemplate is galleries new free blogger template with a good design and layout include feature ready added for your blog. DheTemplate.com - NEW FREE BLOGGER TEMPLATE EVERYDAY !!

1 comentários:

Flavio disse...

Olá. Excelente artigo. Tenho uma duvida com relaçao a publicidade utilizando personagens.

Se eu quiser utilizar, por exemplo, Os Simpsons (Fox), em um comercial televisivo de um restaurante, como deveria proceder para adquirir estes direitos? O procedimento seria semelhante?

Me refiro a um caso onde a utilizaçao dos personagens seria apenas na publicidade do local, e nao nos produtos vendidos.

Grato

Postar um comentário

Xeretando, heim?
Ótimo. Seja sempre bem vindo e volte sempre, inclusive para ler o que respondi, aqui mesmo.